Quando o Senhor diz não à nossa oração – Parte IV

0
446

Hoje vamos conhecer mais algumas razões pelas quais o Senhor pode dizer não a uma oração.

Se você ainda não leu o restante da série, seguem os links: Parte I, Parte II, Parte III.

13) Estamos insistindo no erro
Às vezes nós já tivemos uma experiência negativa nos aventurando por um dado caminho, mas insistimos mesmo assim.

Imagine, por exemplo, um esposa que já tenha saído de casa várias vezes porque o marido bate nela. Todas as vezes em que isso acontece, ela volta para casa. E então resolve orar para que o Senhor restaure o casamento.

Devemos sempre nos perguntar: Estamos repetindo um padrão? Lembre-se da recomendação bíblica: “Como o cão volta ao seu vômito, assim o insensato repete a sua insensatez.” (Pv. 26:11)

14) Os motivos são egoístas
O caso mais comum de cair nesse erro sem perceber é quando queremos de qualquer jeito que o Senhor cure uma pessoa enferma, mas o melhor para ela seria partir para poder ter alívio de seu sofrimento.

Outro exemplo é o de uma mãe que pede que o filho adulto não a deixe, mesmo o melhor para ele sendo tornar-se independente e sair de casa.

Temos que tomar cuidado para discernir o que é a nossa vontade e o que é o melhor para a pessoa. Lembre-se: “Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu: tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou.” (Ec. 3:1-2)

15) Pedimos por vaidade
Muita gente pede para ver milagres, para ser “usado pelo Senhor” ou para ter determinado dom, entre outros. Na grande maioria das vezes, falam palavras bonitas sobre servir o Criador, mas o coração esconde um desejo de vaidade, auto-afirmação e de ser importante.

Lembre-se: Todos os milagres da Bíblia Hebraica foram com um propósito. Nada foi feito para envaidecer as pessoas.

Até Moisés, quando tentou usar de um milagre em causa própria (Nm. 20:10-121) de não para engrandecer o Senhor, sofreu dura punição: ““Como vocês não confiaram em mim para honrar minha santidade à vista dos israelitas, vocês não conduzirão esta comunidade para a terra que lhes dou.” (Nm. 20:12)

16) Ingratidão
Devemos sempre cultivar a gratidão ao Senhor. Será que da última vez em que você fez um pedido ao Criador, você se lembrou de agradecê-Lo? Você deu glória a Ele? A gratidão é importante para que nossas próximas orações também sejam ouvidas.

Lembre-se do ensinamento: “Depois que tiverem comido até ficarem satisfeitos, louvem ao Eterno, o seu Senhor, pela boa terra que lhe deu.” (Dt. 8:10)

No próximo artigo, veremos ainda mais razões pelas quais o Senhor pode dizer não a uma oração.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here